Deixe um comentário

Estoril-Portimão-Marrakech: Novitskiy com vitória e título mundial

Leonid Novitskiy/Andreas Schulz conquistaram da Taça do Mundo FIA de Rally Cross Country 2010 (Foto: ACP)

Quase 4 mil quilómetros depois, a primeira edição do Rally TT Vodafone Estoril-Portimão-Marrakech chegou ao fim, com a vitória da dupla Leonid Novitskiy/Andreas Schulz, em BMW X3CC, na frente de Filipe Campos/Jaime Baptista (BMW X3CC) e Eric Vigouroux/Alex Winocq (Chevrolet Silverado). Ao mesmo tempo, o russo conquistou a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno, enquanto o francês lidera a categoria de 2 Rodas Motrizes.
E foi sob o intenso sol marroquino que os concorrentes efectuaram a derradeira especial (Marrakech, 70 quilómetros) no final de oito etapas que ligaram Portugal a Marrocos, Estoril a Marrakech, com passagem por Portimão, ao longo de uma semana de intensa competição e muitas peripécias. Justamente, o primeiro lugar apenas ficou decidido no último dia, com Leonid Novitskiy a terminar os 1794,4 quilómetros ao cronómetro na frente de Filipe Campos, com 6m37s de vantagem. Ainda assim, o russo teve que se esforçar para levar de vencida o estreante absoluto em África que, por pouco, não era a grande surpresa da prova.

Novitskiy e Campos foram os grandes animadores desta prova (Foto: ACP)

“Estou muito contente, pois juntei à vitória na prova a conquista do título mundial. A organização está de parabéns, os troços em Portugal eram difíceis e exigentes e o percurso em Marrocos muito bem delineado”, explicou, antes da cerimónia de pódio, Leonid Novitskiy.
Quanto a Filipe Campos, o português não podia estar mais satisfeito depois de uma prova de excelente nível, quer em Portugal, onde amealhou a pontuação máxima para o Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, quer em Marrocos onde apenas perdeu a liderança na prova em vésperas do seu final. “Sim, conseguimos algo muito melhor do que esperava. Nem pensava chegar ao pódio, quanto mais lutar pela vitória. Andei muito acima da média em relação ao que esperava… por vezes até um pouco de mais! Aprendemos todos os dias a fazer navegação e a ler o terreno, claramente, onde perdemos para a concorrência. Falta-nos experiência para fazer jogo igual”, confessou. Para casa leva também a primeira vitória de uma etapa em África (Marrakech)…
Também Eric Vigouroux estava satisfeito com a sua prestação neste Rally TT Vodafone Estoril-Portimão-Marrakech, já que o francês explicou ter terminado no seu lugar natural, tendo em conta as forças em presença. “Com os BMW em prova, esta era a nossa posição. Em Portugal tive alguns problemas de caixa de velocidades que me condicionaram o andamento, mas cheguei a África não muito distante da frente. Andei sempre depressa, entre os três mais rápidos e agora estou à frente da categoria de 2 Rodas Motrizes na Taça do Mundo, pelo que vamos ao Egipto, em Setembro, para tentar conquistar o título”, lembrou.
Quarta classificada e segunda melhor dupla portuguesa, Ricardo Leal dos Santos/Paulo Fiúza (BMW X5) estiveram perto de terminar no pódio, mas as diferenças entre o X5 e o Silverado de Vigouroux não jogaram a favor do piloto de Coimbra. “Não atingimos o nosso objectivo, que era terminar no pódio, mas estamos satisfeitos. A diferença de carros era grande e, como exemplo, numa etapa o Vigouroux ganhou-nos 5m em apenas 20km! Os problemas de travões em Portugal também afectaram as suspensões em Marrocos, numa prova distinta do último Dakar, que fiz quase sem problemas”, resumiu.
Com Pierre Lachaume/Jean Brucy, em Bowler Wildcat, a fechar o “Top 5”, referência ainda para a dupla Nuno Matos/Filipe Serra (Isuzu D-Max), a única equipa inscrita na categoria T2 a chegar ao fim, e para as desistências de Miguel Barbosa (turbo) e Hélder Oliveira (despiste), dois dos protagonistas desta prova.
“Faço um balanço muito positivo desta primeira edição. A embaixadora de Marrocos em Portugal foi excepcional na ajuda que nos prestou para montarmos esta organização e a equipa do ACP não se negou a esforços para que tudo corresse pelo melhor. Vamos agora analisar tudo o que aconteceu para decidirmos o futuro deste evento”, esclareceu Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Club de Portugal.

Classificação final

Texto: Comunicado de Imprensa – Rally TT Vodafone Estoril-Portimão-Marrakech
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s