Deixe um comentário

PTCC: José Monroy dominou em Vila Real

Partida do PTCC em Vila Real 2010 (Foto: PTCC)

José Monroy voltou a dominar a segunda corrida do TPCC/PTCC (Taça de Portugal Circuitos) e sem grandes surpresas voltou a vencer em Vila Real. O piloto do Mitsubishi Lancer Evo IX largou da quarta posição da grelha mas, logo no arranque, conseguiu de ‘assentada’ passar os três adversários que largaram na sua frente. Durante um grande número de voltas, ao traçado vila-realense, Monroy aguentou bem a pressão exercida por Fábio Mota (Seat Leon Supercopa) que, sem ter perdido de vista a hipótese de tentar chegar à vitória, acabou por não ter soluções para o conseguir. Nuno Batista não acompanhou, desta vez, o ritmo imposto pelos dois primeiros e terminou no derradeiro lugar do pódio.
Duas corridas, duas vitórias é o balanço final da passagem de José Monroy na 43ª edição do Circuito de Vila Real. O piloto de Cascais somou a pontuação máxima para a Taça de Portugal de Circuitos, abrindo caminho para uma eventual vitória final. Monroy mostrava-se satisfeito com a sua prestação na segunda corrida apesar de ter sentido mais dificuldades que na primeira passagem pela pista realizada da parte da manhã. “O carro esteve sempre muito bom mas nesta segunda corrida perdia mais tempo nas zonas rápidas para o Seat Leon. O calor e a degradação dos pneus ajudaram a que isso acontecesse mas acabei por conseguir controlar bem a prova sem ter de entrar em excessos. A pista é muito exigente mas espectacular”, afirmou o líder do Campeonato de Portugal de Circuitos e agora também líder da Taça.
Fábio Mota conseguiu na segunda corrida alcançar um interessante segundo lugar. O piloto do Seat Leon Supercopa rodou durante nove voltas com um ritmo idêntico ao vencedor mas a partir daqui, e com os pneus algo desgastados, optou por não deitar tudo a perder. “Perdi algum terreno na primeira volta mas depois consegui recuperar e andar perto do José Monroy. Dei o máximo mas quando vi que era praticamente impossível chegar à vitória optei por gerir o andamento até porque os pneus da frente já não estavam nas melhores condições”, disse depois da subida ao pódio o jovem piloto de V. N. Gaia.
Numa corrida onde à partida previa não conseguir ser tão rápido como de manhã, Nuno Batista, acabou por ser o terceiro classificado: “Sabia de antemão que não teria pneus para impor o ritmo ideal e ainda por cima falhei o arranque. A partir daí só me preocupei em gerir o andamento e terminar pois o pódio estava praticamente garantido”, disse no final o piloto do Seat Leon Supercopa.

Classificação 1ª Corrida:
1º José Monroy – Mitsubishi Lancer Evo IX, 11 voltas em 23m55,448s
2º Nuno Batista – Seat Leon Supercopa – a 44,574s
3º Fábio Mota – Seat Leon Supercopa – 1 volta
4º Adolfo Madeira – BMW 120D – a 2 voltas
5º Pedro Marreiros – Hyundai Coupe V6 – a 5 voltas

Classificação Final (corrida 2):
1º José Monroy – Mitsubishi Lancer Evo IX, 11 voltas em 23m05,889s
2º Fábio Mota – Seat Leon Supercopa – a 3,044s
3º Nuno Batista – Seat Leon Supercopa – a 1m15,486s
4º Adolfo Madeira – BMW 120D – a 2 voltas

Texto: PTCC

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s