Deixe um comentário

Miguel Nunes “título não é para ninguém mas sim para toda uma equipa fantástica”

Miguel Nunes e Victor Calado celebram o 1º Título absoluto da Madeira de ralis 2010 (Foto: AMF2010)

Miguel Nunes/Victor Calado tornaram-se campeões da Madeira de Ralis ao chegarem na segunda posição no Rali do Faial, prova em que controlaram o próprio andamento de modo a gerirem a vantagem e chegar ao fim com o ceptro conquistado.
A conquista deste título na última prova do Campeonato de 2010 tem ainda mais sabor para Miguel Nunes pelo facto de se tratar do rali da sua terra, coroando assim da melhor forma uma época em que, apesar de alguns percalços, a dupla da Tomiauto Competição tudo fez para merecer este título.
Tal como haviam prometido, e tal como cedo se percebeu, Miguel Nunes/Victor Calado fizeram um rali a gerir a vantagem que traziam em relação ao mais directo adversário e gerindo também todo um turbilhão de emoções, sobretudo se se tiver em atenção o azar do ano passado neste mesmo rali quando ainda lutavam pelo título.
Prometendo na véspera “não arriscar rigorosamente nada”, a luta pela vitória nas provas especiais de classificação não era, efectivamente, o seu principal objectivo, fazendo antes uma prova tranquila de que os três segundos lugares e dois terceiros lugares nas classificativas são exemplo, dando, apesar de tudo, um arzinho da sua graça ao vencerem as 4ª e 5ª classificativas.
Após a passagem do último posto de controlo, foi então a explosão da imensa alegria pela esforçada conquista de um merecido título de Campeões da Madeira de Ralis.
“Não era nada fácil gerir emocionalmente toda a prova”, relatou Miguel Nunes, momentos antes de subir ao pódio para receber o tributo dos muitos aficionados que ali se concentraram, acrescentando que “conseguimos manter sempre a cabeça muito fria, fazer aquilo que realmente tínhamos que fazer, e acho que tivemos um ritmo aceitável para aquilo que estávamos a pensar fazer”.
Já com a certeza do título de campeões à vista, a dupla aproveitou para brindar o público com algum espectáculo porque, como referiu o piloto, “achámos também que é importante retribuirmos o apoio de todos aqueles que ao longo da época estiveram na estrada a incentivar-nos e isso dá-nos muita força, sobretudo nas alturas mais difíceis em que sentimos a força de todo o povo a puxar por nós e que foi por demais evidente no Rali Vinho Madeira, motivado pelo problema que tivemos antes do rali começar, e foram eles que puxaram por nós para conseguirmos vencer todos os obstáculos e hoje no Rali do Faial foi a mesma coisa”.
Não esquecendo que o resultado não é só dos elementos que conduziram e navegaram o Peugeot 207 S2000, Miguel Nunes referiu ainda que “o título é para toda a equipa e para toda a gente que colaborou connosco, não é para ninguém mas sim para toda uma equipa fantástica que fez com que tivéssemos um campeonato fantástico”.

Texto: Press-Release Miguel Nunes/Victor Calado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s