Deixe um comentário

Veloso Motorsport com fim-de-semana brilhante no Algarve

Veloso Motorsport foi um dos principais animadores no Algarve (Foto: oficiais CPGT)

Foi um fim-de-semana difícil mas muito positivo, aquele que a Veloso Motorsport teve no Autódromo Internacional do Algarve, onde hoje terminou a primeira edição do Campeonato de Portugal de GT. O arranque desta jornada não correu da melhor maneira para a dupla do Lamborghini Gallardo GT3. Com um excelente segundo lugar na qualificação, Patrick Cunha e José Ramos viram cair por terra as suas aspirações à conquista do título de 2010, ao serem forçados a ficar de fora da primeira corrida devido a uma ruptura da caixa de velocidades do carro italiano.
Com um trabalho fantástico, os elementos da Veloso Motorsport conseguiram reparar a caixa de velocidades do Lamborghini, o que permitiu à dupla de pilotos nortenha, participarem na segunda corrida, onde iriam conseguir a quarta posição entre os carros da Categoria GT3, garantindo a segunda posição do campeonato e conseguindo ser merecidamente vice-campeões nacionais.
“Foi um fim-de-semana muito difícil, porque devido aos problemas da caixa de velocidades, fomos forçados a falhar a primeira corrida e tivemos muitas dificuldades para correr este Domingo, com a caixa de velocidades só com três relações. Uma palavra de louvor para a Veloso Motorsport, equipa que fez uma trabalho espectacular, ao conseguir colocar a caixa de velocidades em condições mínimas para podermos correr e chegar a este resultado, eles estão todos de parabéns e este resultado é lhes dedicado. Apesar de não termos conseguido chegar ao título, este vice-campeonato é como que uma vitória para nós, dada a grande diferença para os nossos mais directos concorrentes.””, disse Patrick Cunha.
“Os problemas com a caixa de velocidades quase terminaram com as nossas hipóteses, mas felizmente conseguimos fazer a segunda corrida e garantir o vice-campeonato. Gostaria de deixar aqui uma palavra para o excelente trabalho da equipa, que conseguiu depois de um grande esforço, reparar a caixa e por isso este resultado é também deles.”, afirmou José Ramos.
Já no que diz respeito à Categoria GT4, o sucesso foi total, com a dupla francesa
Joffrey e Aurelien Didier, a levarem para casa o ceptro referente a esta competição, depois de duas inteligentes corridas ao volante do Ginetta G50. A pole entre os carros da Categoria GT4 deixou a equipa com excelentes perspectivas para a dupla jornada algarvia. No entanto, o facto de ser imperioso terminar a primeira corrida, acabou por condicionar o andamento da dupla francesa, que terminaria essa ronda na terceira posição, garantindo desde logo o título. A segunda ronda, que se iniciou com o piso molhado, não correu de feição, acabando a equipa por ficar no quarto posto da Categoria GT4.
“Desta vez tudo correu bem ao nível da fiabilidade do Ginetta, e por isso conseguimos rodar consistentemente como penso que nunca o tínhamos feito este ano. Os nossos objectivos para este fim-de-semana foram completamente atingidos, com a conquista do título na Categoria GT4. Talvez por isso e porque precisávamos de pontuar na primeira corrida, os resultados acabaram por ficar um pouco aquém do que queríamos, mas fizemos tudo o que era necessário. Foi uma prestação positiva da equipa e agora esperamos conseguir preparar da melhor forma o próximo ano, onde queremos estar ainda melhor do que este ano.” Disse Joffrey Didier.
“Estou satisfeito pelo que conseguimos e depois de finalmente termos conseguido ter um fim-de-semana descansado em termos de problemas como carro, que finalmente esteve impecável. Fizemos a pole-position entre os GT4, mas nas corridas as coisas estiveram um pouco mais complicadas, até porque era obrigatório pontuarmos para conseguirmos o número de pontuações suficientes para garantir o título, o que conseguimos.” Afirmou Aurelien Didier.
De referir ainda a prestação de Pedro Fins, piloto assistido pela Veloso Motorsport no Campeonato de Portugal de Clássicos com o Lotus Elan e ainda no Ford Transit Trophy, com vitórias nas corridas disputadas este Domingo. Os resultados hoje conseguidos nos clássicos, permitiram a Pedro Fins sagrar-se campeão da Categoria 1, Históricos 71.

Resultados – Campeonato de Portugal de GT:

Classificação Final – Corrida 2:
1º César Campaniço/João Figueiredo (Audi R8 LMS), 32v em 1:00:39s740 (1º GT3)
2º António Nogueira/António Coimbra – Porsche 911 Turbo, a 1 volta (1º GT2)
3º José Pedro Fontes/Diogo Castro Santos – Porsche 997, a 1 voltas

5º Patrick Cunha/José Ramos (Lamborghini Gallardo GT3), a 2 voltas

11º Joffrey Didier/Aurelien Didier – Ginetta G50, a 3 voltas (3º GT4)

Classificação Final – Corrida 1:
1º César Campaniço/João Figueiredo (Audi R8 LMS), 33v em 1:00:57s514 (1º GT3)
2º António Nogueira/António Coimbra – Porsche 911 Turbo, a 1 volta (1º GT2)
3º Steve Worrad – Ginetta G50, a 2 voltas (1º GT4)

7º Joffrey Didier/Aurelien Didier – Ginetta G50, a 3 voltas (3º GT4)

NA: Patrick Cunha/José Ramos (Lamborghini Gallardo GT3)

Texto: Press-Release Veloso Motorsport

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s