Deixe um comentário

Dakar 2011: Ruben Faria com jornada complicada

Ruben Faria no meio das dunas Sul Americanas no Dakar 2011 (Foto: D. R.)

Com partida e chegada na localidade mineira de Copiapo o Dakar 2011 realizou ontem uma especial com apenas 235 quilómetros mas que se revelou plena de peripécias e reveladora da ténue linha que separa a glória do insucesso.
Em pleno deserto a especial ficou marcada por uma partida em linha para todos os pilotos, os primeiros dez no grupo inicial e o restantes em grupos de vinte e foi precisamente esse procedimento de partida que acabou por se revelar fundamental no resultado final.
“Foi uma partida espectacular, mas todos seguimos o mesmo rumo, excepto um piloto, e passados alguns quilómetros todos estávamos fora do rumo certo e tivémos que procurar a pista correcta.”
Com este erro colectivo, ou quase, os pilotos da frente acabaram por ser apanhados pela segunda vaga de pilotos e também entre estes se instalou alguma confusão, o que ajudou igualmente a que os pilotos da terceira linha de partida se juntassem na cabeça da corrida.
“Quando regressámos à pista ficámos no meio de um imenso pelotão, com muito pó e onde era quase impossível ultrapassar. Tornou-se tudo muito complicado para aqueles que como eu saíram no primeiro grupo.”
Envolvido nesta situação Ruben Faria optou por não corer riscos demasiado elevados e assumiu um posição de segurança em relação à sua prova.
“Era o ideal. O tempo estava perdido e perder também a cabeça só podería complicar a prova. Por isso escolhi navegar e desenhar a minha prova, independentemente da classificação em que viesse a terminar a especial.” Ruben acabou por ser apenas o 26º no final da especial, classificação essa que não espelha no entanto uma evolução em termos de tabela de classificação geral.
“Num dia em todos os da linha da frente perdemos tempo, acabei por me aproximar do quarto posto da geral e estou agora a apenas vinte minutos dessa mesma posição.” Palavras de Ruben Faria no regresso a Copiapo para preparar a etapa de amanhã, que vai ligar esta mesma localidade a Chilecito, com 176 quilómetros de extensão.

Classificação geral
1º Marc Coma – KTM com 35h32m56s
2º Cyril Després – KTM a 08m14s
3º Francisco Lopez – Aprilia a 23m33s
4º Hélder Rodrigues – Yamaha a 01h01m51s
5º Ruben Faria – KTM a 01h21m20s

Texto: Press-Release Ruben Faria

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s