Deixe um comentário

Team Andalucía Banca-Cívica e Miguel Oliveira prontos para o mundial de 125

 

Team Andalucía Banca-Cívica com Miguel Oliveira (Foto: D. R.)

Os treinos realizados na pré-temporada chegaram ao fim, e o relógio começou a contagem decrescente até ao dia 17 de Março de 2011, onde pela primeira vez na história, Portugal vai ter um representante permanente no Campeonato do Mundo de Velocidade de 125 cc, o jovem Miguel Oliveira, de 16 anos.
O Português que assinou novamente pelo Team Andalucía Banca-Cívica, equipa de Pedro Machado para debutar no MotoGP no Grande Prémio do Qatar, na corrida que é realizada à noite e abre a temporada de 2011, pela 16h00 (Continentais) de domingo 19 de Março, poderá ser visto na SportTV em directo. Em todos os treinos e as 18 corridas. A moto vermelha com o nº 44 identificará Miguel Oliveira na tv.
Após o ultimo treino, Miguel Oliveira revelou o que pensa sobre este curto período de testes nas três pistas ibéricas:

Pergunta (P): Como se sente por ser o primeiro português a participar no Mundial?
Miguel Oliveira (MO):
Orgulhoso de ter esta possibilidade. Espero corresponder à confiança que me tem sido depositada quer por parte dos meus apoiantes quer pela equipa.”


P: Como correu a pré-temporada de Miguel Oliveira?
MO: As condições climatéricas não nos deixaram rodar tanto como queríamos, mas no final considero que fizemos um trabalho bastante positivo.


P: Como correu a sua entrada para o Mundial até ao momento? E a adaptação à equipa que mesmo sendo a mesma, reforçou os seus efectivos?
MO: Foi facilitada em virtude de continuar com a mesma equipa e com as mesmas pessoas com que participei no ano passado no CEV.

P: A moto evoluiu muito desde o primeiro teste até ao fim do último treino?
MO: Para já não houve alterações significativas, preocupamo-nos em que eu fizesse mais quilómetros. Permitiu-nos experimentar algumas afinações mais arrojadas, que ficámos a saber que não servem. Sabemos que não vale a pena experimentar aquela via, pelas reacções da moto. Descartámos desde já algumas possibilidades.

P: Onde é que evoluiu mais desde o primeiro teste?
MO: A adaptação, o que faz com que esteja mais familiarizado com a moto. Estivemos muito tempo sem andar com a moto de corrida, por isso estou agora mais adaptado à moto, prevendo com mais facilidade as suas reacções.

P: Tirando o Estoril, Assen e as pistas espanholas, vai ter muitos traçados novos para aprender. Até que ponto é que isto pode ser uma dificuldade para si?
MO: O tempo que tenho de dispor para apreender o circuito é desperdiçado em possíveis afinações, o que não permite ser rápido logo de início.

P: Causou sensação durante os testes de pré-época, sempre com tempos entre os seis primeiros e bem perto da frente para um estreante. Acha que isto o vai colocar sob pressão quando o Campeonato começar?
MO: Não, o objectivo está traçado, ficar entre os dez primeiros e se possível o “roockie do ano”. Os testes são uma coisa, as corridas são diferentes. Não posso elevar as expectativas, basta olhar a lista de pilotos com muita experiência que vão correr nas 125 esta temporada. Mas, quem sabe se em algum circuito possa haver alguma surpresa

O que disseram os responsáveis da equipa sobre o Miguel Oliveira?
Pedro Machado, Director da equipa: “Estou muito contente com o desenvolvimento da equipa. O trabalho do Miguel foi muito importante nestes três testes. Esta equipa com só um ano de experiência no Mundial, terminamos os treinos da IRTA com as duas motos no top 10 é impressionante.”
Enrique Quejal, Director Técnico e Desportivo: “Encontrámos a solução para alguns problemas que já vinham desde o ano passado. Principalmente, porque depois pudemos trabalhar num bom equilíbrio do chassis. Óptimo no trem dianteiro em travagem, e ainda uma boa configuração do motor para ambas as motos.”
“O melhor é que apesar da chuva e do mau tempo, conseguimos testar muitas coisas e ficar a saber o que não nos interessa, o que poupará muito trabalho e tempo nas corridas. Porém, o melhor de tudo é que as soluções encontradas servem para os dois pilotos, o que vai tornar mais simples e rápidas a escolha das melhores afinações”, concluiu o novo responsável técnico da equipa.

Texto: Press-Release Miguel Oliveira

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s