Deixe um comentário

Karting – Faial 2: Martim Fernandes “melhor era impossível”

Martim Fernandes no Faial 2 disputado no passado dia 1 de Maio 2011 (Foto: Kartingmadeira.com)

Martim Fernandes, aos comandos de um kart equipado com chassis Intrepid e motor Rotax, deslocou-se no passado dia 1 de Maio até ao Kartódromo do Faial, onde teve lugar a segunda ronda das seis que constituem a edição 2011 do Gillamp Madeira Kart Cup.
O actual campeão regional em título da categoria Mini-Max estreou-se no passado dia 20 de Março na categoria Júnior, aquando da primeira prova deste campeonato, tendo realizado uma prestação acima das expectativas, não em termos de classificação pois foi apenas 6º classificado, mas sim pela melhoria dos seus “cronos” ao longo do dia que culminaram na obtenção do 4º
melhor registo durante a Final a apenas 2 décimas do piloto que efectuou a volta mais rápida desta sessão.
Em relação à segunda prova deste campeonato realizada a 1 de Maio, Martim Fernandes iniciou o dia com a última marca nos Treinos Cronometrados, fruto da imensa chuva que caiu logo pela manhã no Kartódromo do Faial o que prejudicou o jovem piloto do Marítimo Karting Team na escolha acertada do setup a utilizar durante a prova dado que a segunda sessão de treinos livres
foi cancelada devido às condições adversas em pista.
Na primeira manga de qualificação e com uma notória falta de motor em relação à concorrência, Martim voltou a ser último não arriscando nada durante toda a sessão fruto do piso molhado dos 1040 metros que compõem o asfalto faialense. Já na parte da tarde, o sol fez questão de fazer a sua aparição contribuindo para diversos duelos durante a segunda manga de qualificação o que
resultou no 3º posto. Para a Final e partindo de penúltimo, Martim Fernandes intrometeu-se uma vez mais numa luta titânica com a única piloto feminina do pelotão desta categoria, Sofia Abreu, conseguindo a mesma defender muito bem a sua posição não dando hipóteses ao seu mais directo adversário.
“Faltou-me treino à chuva onde se juntou não termos o «setup» mais adequado o que nos levava a perder algumas décimas importantes por volta. Aguardávamos sempre até ao último minuto para fazer as afinações daí que chegámos a afinar o chassis para chuva e não choveu, depois afinámos para seco e choveu por isso com o tempo assim é uma
questão de sorte. Ainda não me habituei aos arranques e penso que estou a perder por aí, pois nos arranques fico sempre para atrás e depois torna-se mais difícil recuperar e ultrapassar. Mesmo assim, consegui dar luta à minha adversária mais directa e andámos sempre numa luta engraçada, onde a tentei ultrapassar por diversas vezes mas a Sofia
aguentou-se bem. Podia ter arriscado mais, mas teria de ser noutras zonas, porque nas rectas era impossível dado que o meu motor não conseguia acompanhar o da Sofia. Só conseguia ser mais rápido nas zonas lentas e nas entradas para as curvas. Para o meu primeiro ano na Júnior esta dupla pai/filho está-se a portar bem. O meu mecânico caseiro tem dado conta do recado e tem sido muito interessante trabalharmos juntos. Agradeço ao João e Alexandre Mata, ao Sr. Eng.º Paixão, ao André Alves, ao meu “Pai mecânico” e também à minha mãe e irmã que estiveram no fim-de-semana a me apoiar” disse o piloto apoiado pelo Clube Sport Marítimo, NF&A Construções, Lda, Frutaria Encarnação, Moinhos de S. Roque, Goclick, KartingMadeira.com, Madeira Motor Sport e RP-Publicidade.

Texto: Press-Release Martim Fernandes

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s