Deixe um comentário

Juho Hanninen e Andreas Mikkelsen separados por 1 segundo e três décimas no final da 2ª etapa do Rali Sata Açores

Andreas Mikkelson o piloto que está agora mais próximo do líder da prova

Juho Hanninen e Andreas Mikkelsen estão numa luta acesa pela vitória na 46ª edição do Sata Rali Açores, colocando a Skoda nos dois primeiros lugares da geral.

A segunda etapa do Rali Sata Açores ficou marcada pelo domínio da Skoda que mantém na frente o filandês Juho Hanninen navegado por Mikko Markkula, mas com apenas uma difrença de um segundo e três décimas para dupla Andreas Mikkelson/Ola Floene  que venceram quatro das provas especiais que compunham este segundo dia de prova. Mikkelson foi o mais rápido nas passagens por Batalha Golfe 2 , Remedios Agua de Pau, Lagoa – Marques 2 e Croa da Mata 2, ameaçando perigosamente a liderança do filandês Juho Hanninen, e provando que a skoda está no Açores apostada em vencer e colocar no podium todos os seus carros. A fechar o pódium surge a dupla da Peugeot Sport Portugal Bruno Magalhães e Paulo Grave que acabam por ser os guerreiros da armada Peugeot por entre os Skoda pois tem já atras de si outro skoda tripulado por Jan Kopecky e Petr Stary com com travaram ao longo desta segunda etapa uma luta digna de registo  pelo o ultimo lugar do podium, que para já tem a vantagem para os homens da Peugeot Sport Portugal por apenas 4 segundos e nove décimas. A fechar o top-five o outro Peugeot S2ooo conduzido por Bryan Boufier que faz a estreia na prova açoriana. A exemplo dos anos anteriores Ricardo Moura e Sancho Eiró em Mitsubishi Evo 9 são para já a melhor equipa local em prova liderando por entre as viaturas de produção, 1º no campeonato nacional de ralis, e num excelente sexto lugar à geral deixando para atrás Patrik Sandel que tripula um Skoda Fabia S2000. A segunda equipa portuguesa mais bem classificada Vitor Lopes e Hugo Magalhães em Subaru Impreza WRX STI também segundos na produção convencional ocupam no final desta segunda etapa o oitavo posto da geral. A fechar o podium do agrupamento de produção surgem Vitor Pascoal e Luis Ramalho em Mitsubishi Evo 10 ocupando a nona posição da geral. A terminar o lote dos 10 pilotos mais rápidos surge outra equipa Açoriana Sergio Silva e Nelson Cordeiro em Subaru Impreza WRX STI. A nivel de desistências de vulto destaque para a de Guy Wilks devido a despiste no decorrer da sexta prova especial de classificação, Toshihiro Arai, e também de Julian Maurin ambos por avaria mecânica no decorrer desta segunda etapa. A prova termina hoje com o decorrer da terceira etapa composta por cinco provas especiais de onde se destaca a segunda passagem pela super-especial Marques.

Texto e foto: Avelino Dantas

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s