Deixe um comentário

RVM: Bruno Magalhães vence, Vítor Sá campeão!

Bruno Magalhães conseguiu assim concretizar o sonho de vencer o Rali Vinho Madeira (Foto: Sandro Correia)

Bruno Magalhães venceu pela primeira vez na sua carreira o Rali Vinho Madeira, uma prova que já esteve na luta para vencer por 4 vezes e não conseguiu chegando mesmo a ser 2º por duas vezes.
O piloto português com este resultado passou a ser o 3º piloto diferente da Peugeot Portugal, a vencer a prova rainha do automobilismo madeirense.
Vítor Sá foi segundo, um grande resultado para o piloto madeirense que assim consegue desde já garantir o ceptro do campeonato da Madeira de Ralis.
A segunda etapa foi de grande luta entre Vítor Sá e Luca Rossetti que terminou em terceiro garantindo o máximo de pontos possíveis para o campeonato Europeu distanciando-se mais do segundo classificado Luca Betti.

Vítor Sá foi 2º e assim Campeão da Madeira de Ralis (Foto: Sandro Correia)

No 4º posto terminou o piloto do rali, Miguel Nunes que depois da penalização sofrida logo à partida do rali de 1 minuto e meio, nunca tirou o pé, bateu recordes e fez uma enorme recuperação conseguindo mesmo vencer o rali no agrupamento de produção.
António Nunes foi 5º no final da prova, conseguindo assim um resultado de sonho para a família Nunes que colocou dois carros nos 5 primeiros lugares da geral e uma “dobradinha” na produção do Rali Vinho Madeira.

Luca Rossetti conseguiu com este resultado cimentar a liderança do ERC (Foto: Sandro Correia)

Apenas no 6º posto surge o segundo melhor classificado a contar para o ERC, Luca Betti, que ficou a mais de 5 minutos do vencedor, apenas preocupou-se com o campeonato, nunca arriscou, o que é muito pouco para um piloto com sérias aspirações a brilhar no campeonato europeu.
Ricardo Moura conseguiu o 7º posto e teve um Rali Vinho Madeira muito produtivo para o campeonato Portugal de Ralis, que assim com a obtenção do máximo de pontos consegue cimentar ainda mais a liderança no CPR.
Pedro Peres ainda sonhou com o primeiro lugar entre os concorrentes do CPR, só que um furo na recta final do rali fez-lhe perder muito tempo não conseguindo superar o piloto açoriano.

Miguel Nunes fez uma grande recuperação e venceu na Produção (Foto: Sandro Correia)

A fechar o top 10 surgem outros 2 pilotos estrangeiros, Manuel De Micheli e Antonin Tlustak que deixaram uma imagem muito pálida daquilo que poderiam fazer.
O vencedor das duas rodas motorizes foi Luís Serrado em Peugeot 206 S1600, que fez uma prova tranquila quase sempre sem opositor.
Para a história fica um dos ralis Vinho Madeira mais pobres nos últimos anos, onde a competitividade acabou-se logo no primeiro dia com os problemas de Rossetti e de Vítor Sá, onde os pilotos estrangeiros inscritos estiveram muito aquém de brilhar e onde não houve IRC.

António Nunes fez um bom resultado terminando no 5º lugar (Foto: Sandro Correia)

De positivo fica a cobertura da RTP-Madeira, a grande adesão do público às serras da Madeira, e os pilotos da Madeira que souberam aproveitar para poderem assim brilhar e dar aos adeptos madeirenses uma grande alegria com o excelente resultado de 3 madeirenses entre os 5 primeiros.
Com o actual estado do Campeonato Europeu, do Campeonato Nacional e com a saída do IRC, fica no ar a pergunta de como será a próxima edição do Rali Vinho Madeira?

Classificação Final

Texto: Felisberto Nóbrega

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s