Deixe um comentário

Dakar 2013: Stephane Peterhansel vence o Dakar pela 11ª vez

394295199fb6d0ce6f6f77693ed092d22c02893c-5158

Stephane Peterhansel, navegado por Jean-Paul Cottret, somou mais um triunfo no Dakar, neste caso o 11º triunfo, sendo que é o 5º conseguido na categoria automóvel.

Sendo o primeiro piloto da equipa mais completa do Dakar, a Monster Energy X-Raid Team, Peterhansel era o que reunia melhores condições à partida para vencer. A equipa de Nasser Al-Attiyah foi vítima da juventude do projecto, em especial do Buggy construído pelos norte-americanos da Demon Jefferies, mas enquanto esteve em prova foi quem mais fez frente aos Mini germânicos, em especial ao de Peterhansel. Com o Buggy da equipa do Catar de fora – primeiro Sainz e depois Al-Attyia – Peterhansel limitou-se a gerir a sua vantagem nas dificuldades que o percurso tinha pela frente.

No segundo posto ficou Giniel de Villiers que melhorou um lugar em relação a 2012, apesar da Toyota Hilux continuar a não ter o mesmo nível competitivo que têm os Mini. A pick-up japonesa tem a resistência como trunfo, o que aliado à experiência do piloto sul-africano resultou num 2º posto.

Leonid Novitskyi também melhorou em relação a 2012 colocando o segundo Mini no pódio. O russo teve um final de etapa em luta com Nani Roma mas conseguiu levar a melhor sobre o seu companheiro de equipa espanhol. O ex-motard teve uma prova algo instável, e isso refletiu-se no seu lugar na geral, apesar de hoje ter vencido a etapa na expectativa que ainda conseguisse chegar ao 3º posto.

Acompanhado pelo português Paulo Fiúza, Orlando Terrnova foi autor de uma excelente prova, com triunfos em etapas, e que acabou premiada pelo 5º lugar final. O posto seguinte foi para a dupla portuguesa Carlos Sousa / Miguel Ramalho que na segunda participação com o Great Wall, um resultado muito positivo dada as circunstâncias.

Nos camiões a Kamaz acabou por ser a dominadora da classificação, apesar do domínio inicial da Iveco e Tatra. Até meio da prova Gerard de Rooy dominou, com uma passagem pela liderança do Tatra de Ales Loprais, mas a partir da 9ª etapa tudo se alterou.

De Rooy viu partir-se o turbo do seu Iveco e isso colocou os Kamaz na frente. Os camiões russos aguentaram-se na liderança perante o atraso dos Tatra e a tentativa de De Rooy retomar o pódio. Mas o holandês não teve a vida facilitada e viu os Kamaz reagir e revelaram muita rapidez, acabando os camiões russos por monopolizar o pódio com Sergei Nikolaev, Andrey Karginov e Ayrat Mardeev.

Nas motos o triunfo foi de Cyril Despres numa classificação em que a resistência e velocidade das KTM levou a marca a dominar as 5 primeiras posições da geral. Despres ainda viu a sua liderança perigada com os problemas de motor que o obrigaram a mudar o grupo propulsor, mas recuperou a liderança.

Ruben Faria foi 2º atrás do seu “chefe de fila” sendo esta a melhor prestação de um português no Dakar, mas com consciência que se Despres tivesse de mudar uma segunda vez de motor como esteve previsto, poderia ter sido um triunfo lusitano no Dakar. O chileno Chaleco Lopes fechou o pódio, lamentando a troca de motor para a etapa de hoje a retirar-lhe o 2º lugar, mas vencendo o chileno as duas ultimas etapas.

Ainda nas motos Hélder Rodrigues foi 7º em Honda, Paulo Gonçalves em Husqvarna foi 10º e o estreante Mário patrão em Suzuki foi 30º. Nos Quads o triunfo foi para o argentino Marcos Patronelli Em Yamaha.

Classificação na 14ª etapa:
1º Roma – Mini – 1h44m10s
2º Terranova – BMW – a 13s
3º Alvarez – Toyota – a 31s
4º De Villiers – Toyota – a 1m27s
5º Chicherit – SMG – a 2m05s
6º Gordon – Hummer – a 2m17s
7º Novitskyi – Mini – a 2m34s
8º Sousa – Great Wall – a 3m19s
9º Olholm – Toyota – a 3m22s
10º Peterhansel – a 3m43s
(…)

Classificação final:*
1º Stephane Peterhansel / Jean Paul Cottret – Mini All4 Racing – 38h32m39s
2º Giniel de Villiers / Dirk Von Zitzewitz – Toyota Hilux PickUp – a 42m22s
3º Leonid Novistkiy / Kosntantin Zhiltsov – Mini All4 Racing – a 1h28m22s
4º Nani Roma / Michel Perin – Mini All4 Racing – a 1h36m43s
5º Orlando Terranova / Paulo Fiuza – BMW X3 CC – a 1h49m10s
6º Carlos Sousa / Miguel Ramalho – Great Wall Haval – a 2h38m16s
7º Ronan Chabot / Gilles Pillot – Buggy SMG – a h18m05s
8º Guerlain Chicherit / Jean-Pierre Garcin – Buggy SMG – a 3h27m44s
9º Pascal Thomasse / Pascal Larroque – Buggy MD Rallye – a 4h35m32s
10º Lucio Alvarez / Bernardo Graue – Toyota Hilux – a 4h45m48s
(…)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s