Deixe um comentário

Press-release Globalfisco Yaris Cup 2013 – Rali Município S. Vicente

IMG_1363                                                                               

                                                  Vitória de Nóbrega por uma unha negra!

“O Rali de São Vicente, a primeira prova pontuável para a Globalfisco Yaris Cup, teve um pouco de tudo, nesta competição destinada às “pequenas” viaturas japonesas, com a vitória a pertencer «in extremis» a Nuno Nóbrega, depois de um intenso duelo com Gonçalo Freitas, ao longo de todo o fim de semana. Se Ricardo Gonçalves foi o primeiro a assumir a liderança do pelotão, logo na super-especial, realizada na noite de sexta-feira, nos arruamentos da freguesia da Ponta Delgada, com uma vantagem de escassa décima de segundo sobre Pedro Macedo, o segundo dia de competição viria a mudar o rumo dos acontecimentos, com Gonçalo Freitas a entrar forte e com a confiança no seu auge, o que lhe permitiu ser o novo comandante da caravana, embora tivesse por perto o jovem piloto da Ourolux Rally Team, ambos beneficiando da desistência de Gonçalves no final de Vila 1, fruto de problemas na temperatura do seu motor, e da quebra da direção assistida da viatura japonesa de Macedo. Na primeira passagem pela especial “Lameiros”, Nóbrega respondeu a Freitas, diminuindo para cinco décimas de segundo a diferença entre ambos, o que colocava a luta pelo primeiro posto ao rubro. No restante dia de competição, a célebre frase “…ora ganhas tu, ora ganho eu…”, esteve bem patente, com os dois a esgrimirem um duelo bem aceso, que viria a chegar ao fim, em cima da linha de meta, dadas as cinco décimas de segundo que separaram ambos no final da prova organizada pelo Clube Desportivo Nacional, ficando de registo o furo da GF Rally no momento chave do rali, a «Power-Stage». Por outro lado, Marco Nóbrega, Victor Neves, Ilídio Sardinha e Pedro Macedo acabaram por ser os «outsiders» desta competição monomarca, devido a várias condicionantes ao longo das especiais de classificação.
Nuno Nóbrega/Énio Andrade – “Partíamos com o objetivo de rodar e ganhar mais experiência com a nossa viatura e tentar alcançar um lugar no pódio. Após a super-especial de sexta-feira, vimos que não seria tarefa fácil para ninguém pois o tempo que nos separava dos nossos adversários era apenas de algumas décimas de segundo. Arrancámos para a primeira especial de sábado com um andamento forte, onde nos apercebemos que estávamos a andar bem, não deixando os nossos adversários se distanciar muito de nós. E assim aconteceu em todo o rali. Tivemos de arriscar, mais e mais, em todas as classificativas de maneira a recuperar os dois segundos que estávamos a perder. Na penúltima especial, fizemos um excelente tempo o que nos fez recuperar a desvantagem e passar assim para primeiros do troféu. Na última classificativa do dia, vínhamos a perder mais um segundo mas felizmente e graças ao tempo do troço anterior, conseguimos manter o primeiro posto por apenas 5 décimas de segundo. Estamos todos de parabéns, pois foi o primeiro rali que fizemos com o Toyota Yaris. Vencemos e isso mais sabor teve. É verdade que 5 décimas de segundo não são nada e queria dar os parabéns ao Gonçalo Freitas e ao Capelo pois estiveram também a um alto nível de competição e no meu ponto de vista esta vitória também lhes pertence. Também quero dar os parabéns a todos os outros elementos do troféu pois chegámos ao fim. Quero deixar um grande abraço ao “nosso grande chefe” Ricardo Gonçalves e ao seu co piloto Artur França, pois não conseguiram acabar o rali e já sabíamos, dentro de mão, que iria ser mais uma equipa que estaria andar muito rápida e isso vimos já na especial de sexta. Queremos agradecer em 1 lugar ao nosso patrocinador OUROLUX, pois mais um ano está a nos apoiar ao máximo e sem eles não poderíamos andar aqui. À nossa equipa de assistência, que acreditou no nosso potencial e nunca baixou às mãos, pela nossa vitória, a todos eles o nosso OBRIGADO. Também quero agradecer a todos os que nos apoiaram tanto na estrada como depois do rali com aquela mensagem ou com aquela chamada que sempre gostamos de receber. A todos, MUITO OBRIGADO!”.
Gonçalo Freitas/Daniel Capelo – “O Rali de São Vicente para a GF team foi muito positivo. Conseguimos atingir a que nos tínhamos proposto, que era sermos regulares a um ritmo sempre forte, tentando melhorar sempre “km a km” ao nosso “crono anterior”, mesmo sabendo que somos uma equipa nova nesta época, mas que rapidamente já temos o entrosamento ideal, “chefiado” pelo Mestre Dino Vieira da DinoSport. Foi um rali “sprint” muito intenso e disputado à décima de segundo, em que tivemos lutas intensas dentro da Globalfisco Yaris Cup, estando todos os participantes desta competição igualmente de Parabéns. Terminámos este rali de forma algo atribulada, devido a um furo que nos danificou o pneu e a jante, na passagem num gradeamento no acesso à E.R. 104,  já na parte final da última classificativa, que no entanto não foi impeditivo de termos vencido a «power stage», dado que vínhamos numa toada fortíssima. Enviamos um agradecimento especial a todos os que nos apoiaram, desde “as nossas caras metades”, à nossa equipa de assistência, simpatizantes e todos os anónimos que nos vieram agradecer pelo nosso andamento durante o rali. Obrigado também aos nossos patrocinadores por todo o apoio, continuaremos a ter o prazer de divulgar e honrar os nossos parceiros. Até ao próximo rali, em que voltaremos sempre com a mesma alegria e paixão.”.
Marco Nóbrega/Valdemiro Garcês – “O balanço é positivo, dadas as condicionantes que tivemos ao longo da prova, tendo conseguido realizar uma boa base de trabalho para futuras provas. Aproveitamos para agradecer à Macif Seguros, Ponto Seguro, Mutua dos Pescadores, Glassdrive Funchal-Madeira, Snack Bar O Zeca, Mina Cabeleireiro, Orly Verniz Funchal, Campo de Batalha – Construção Civil, Globalfisco, IC Publicidade, ADC Bar Associação e Mini Mercado Rodrigues.”.
Victor Neves/Diogo Camacho – “Logo no primeiro troço, realizámos um peão numa zona muito suja, embora tivesse sido avisado pelo Diogo, mas aquela vontade de entrar forte acabou por falar mais alto. Na classificativa da Boaventura, notei falta de potência no nosso motor, dadas as temperaturas altas que se fizeram sentir, enquanto nos Lameiros, cortámos a meta, de marcha atrás, novamente devido a um peão. O tempo de paragem que o rali foi obrigado a ter, quebrou-nos o ritmo, mas o balanço é positivo. Aproveito para agradecer ao Diogo, pela sua excelente estreia na bacquet do lado direito.”.
Ilídio Sardinha/Paulo Castro – “Foi o resultado possível, tendo aproveitado para testar algumas coisas na nossa viatura, e dar início ao nosso entrosamento, neste nosso novo mundo, que é estar englobado no troféu. ”.
Pedro Macedo/Carlos Pestana – “Foi uma prova de bom início e mau acabamento. Entrámos bem na super-especial, mas logo na primeira classificativa de sábado ficámos sem direção assistida, o que nos obrigou a realizar uma prova de trás para a frente. A acrescentar a isto, na reta final do rali, o motor começou a sobreaquecer, daí que estamos contentes por ter conseguido chegar ao fim.”.
Ricardo Gonçalves/Artur França – “A prova não decorreu da forma como desejaríamos, dado que por um motivo de natureza elétrica, fomos forçados a abandonar após terminar a segunda especial cronometrada. No decurso deste troço, debatemo-nos com uma anormal perda de potência, embora tenha decidido, já na meta, parar e não arriscar um eventual dano no motor, até um cabal esclarecimento da situação. Ficámos naturalmente desapontados pois estávamos muito confiantes e com boas sensações do carro e da nossa performance, ainda que estejam identificados alguns aspetosque tem que ser revistos. Resta-nos o nosso primeiro registo em competição, vencendo a classe 5 e a Globalfisco Yaris Cup, o que é um alento e da extraordinária competitividade que imperou na prova por entre os Yaris na competição monomarca. Queremos felicitar todos os nossos colegas de competição, em especial os vencedores da primeira prova da Yaris Cup. Apesar de em face deste desfecho, já termos deitado fora o pior resultado, no que à Globalfisco Yaris Cup 2013, podem contar que voltaremos fortes na próxima prova e tudo faremos para disputar o lugar mais alto do pódio.”. “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s