Deixe um comentário

Automodelismo: Luis Cortez vence e assume liderança do campeonato

image003

Decorreu na Pista da Cancela no passado fim-de-semana a segunda prova do campeonato de automodelismo na escala 1/10 200mm. Uma prova marcada pela presença de 12 pilotos que animaram, e de que maneira, todo o dia de prova.

Depois de uma primeira prova do campeonato marcada por temperaturas ambientes muito altas, a normalidade voltou nesta segunda prova do campeonato, com um dia de temperaturas amenas, e muito mais apropriada à prática da modalidade.

Pela manhã de domingo decorreram as qualificações que foram dominadas por Duarte Faria (Serpent/Novarossi), com Luís Ângelo (Serpent/Novarossi) a estabelecer a segunda marca, seguido de muito perto por Luís Cortez (Xray/Novarossi). De realçar que, terminadas as qualificações, seis pilotos conseguiam entrar nas 16 voltas em cinco minutos de mangas, demonstração clara do equilíbrio existente no campeonato regional.

As meias-finais decorreram já na parte da tarde com um ritmo de corrida fortíssimo, principalmente na semifinal A, onde o vencedor Duarte Faria conseguiria atingir a marca nunca antes alcançada de 62 voltas em vinte minutos de prova. Luís Cortez terminava em segundo a escassas décimas de diferença após uma longa batalha pelo primeiro lugar. Em terceiro lugar ficaria Luís Ângelo, vencedor da meia-final B, conseguindo assim o terceiro posto na grelha de partida para a final.

A tão aguardada Final, depois do aperitivo que foram as semifinais, começou por volta das 16 horas. Era a “hora da verdade”, e todos os pilotos estavam preparados, com os carros revistos, e as estratégias montadas.

E a prova não defraudou as expectativas de quem se deslocou à pista de automodelismo da Cancela. Foi uma final muito bem disputada, onde cedo se destacaram dois nomes: Luís Cortez e Duarte Faria. Meia hora de autêntica luta ombro a ombro, metro a metro. Um ritmo alucinante, onde o mínimo pormenor poderia fazer a diferença.

No final, o campeão regional em título, Luís Cortez, conseguia levar a melhor sobre toda a concorrência, terminando a prova com seis segundos de vantagem sobre Duarte Faria. Ambos conseguiam realizar 92 voltas ao traçado ao fim de meia hora. Um novo recorde, e uma nova fasquia como prova da constante evolução de pilotos e máquinas.

No terceiro posto ficava Luís Ângelo, que nesta prova, e apesar do excelente andamento revelado, não conseguiu apresentar argumentos para lutar mais de perto pela vitória

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s